segunda-feira, 6 de junho de 2011

A Bioluminescência dos Animais



   Existem algumas formas de vidas chamadas de Bioluminescentes. Elas produzem sua própria luz e carregam-na ao redor de seus corpos. Muitos animais usam a luz que produzem da mesma forma que as pessoas utilizam lanternas ou holofotes. Esses animais criam a luz através da luminescência. Em geral, a bioluminescência envolve a combinação de dois tipos de substâncias em uma reação que produz luz. Uma se chama luciferina e a outra se chama luciferase.
   A maior parte dos animais bioluminescentes do mundo, vivem no oceano.
   Os cientistas não sabem porque todos esses animais brilham, porque nem todos tem um motivo aparente.Por exemplo, alguns animais brilham quando animais próximos começam a brilhar, mas não se sabe para que, nem o por que. Mas existem algumas teorias que possam explicar tais comportamentos.
•Comunicação: Os vaga-lumes piscam uns para os outros seguindo um padrão específico das espécies, geralmente para encontrar um parceiro;
•Localização de alimento: Nas profundezas crepusculares do oceano, algumas espécies de peixe usam sua luz como uma espécie de lanterna para procurar sua presa;
•Atração da presa: Algumas espécies, como o peixe-sapo, utilizam uma isca luminescente para atrair outro peixe;
•Camuflagem: Nas partes mais escuras do oceano, é difícil ver qualquer coisa abaixo de você, mas é fácil enxergar o contorno do que está acima. Por este motivo, algumas espécies produzem pontos luminosos nas suas partes de baixo, que deixa seu contorno curvo e permita que elas se misturem com a luz que vem da superfície. Isso também é conhecido como iluminação contrária;
•Disfarce: O tubarão charuto possui uma parte de baixo apagada, que se assemelha a um peixe menor quando vista de baixo. Quando um grande predador se aproxima, o tubarão pode tirar um grande pedaço, e, então, fugir. Isso permite que o tubarão charuto mate animais muito maiores e mais fortes do que ele;
•Auto-defesa: Quando ameaçados, alguns animais liberam um jato de líquido bioluminescente, semelhante à forma como a lula se defende com uma névoa de tinta. Outros se utilizam de uma luz brilhante para cegar os predadores.
   Os animais tem muitos métodos de produzir e usar a luz, e as pessoas descobriram vários usos para a luz que esses animais criam. Os pesquisadores podem usar organismos luminescentes unicelulares, que acendem quando incomodados, para estudarem a forma como os animais se movimentam na água. Os cientistas também deram características bioluminescentes a animais não luminescentes para realizarem  uma pesquisa sobre a progressão de doenças como câncer e o mal de Alzheimer. Tal pesquisa pode tornar a bioluminescência tão útil às pessoas quanto é para outras formas de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário